Open Space (Espaço Aberto)

Como funciona?

  • Cada tema da pauta é transformado em um tópico;
  • Cada tópico formará um Grupo;
  • Cada Grupo será facilitado por um voluntário (geralmente aquele que propôs a questão);
  • Os participantes se encaminham para compor grupos livremente, de acordo com seus interesses;
  • Após os debates todos se reunem novamente e cada grupo compartilha com o restante da Assembléia os resultados a que chegaram.

As anti-regras do Open-Space:

  1. As pessoas que estão participando são exatamente quem deveria participar;
  2. O que acontecerá no encontro é a única coisa que poderia acontecer;
  3. Em qualquer momento que se inicie, este momento terá sido o momento ideal;
  4. Quando o encontro for encerrado, ele terá chegado ao fim.

E o mais importante, a “regra dos dois pés”:

  • Se você sente que não está aprendendo ou ensinando algo no espaço em que você está, basta mover seus dois pés para outro espaço.

Algumas considerações:

  • As vantagens de propor o “Open Space” é que tudo se encaixa neste formato;
  • É flexível e depende apenas das pessoas que participam, sejam eles quem forem. Por isso, ajuda com a espontaneidade do fórum que estamos enfrentando;
  • A criatividade se encaixa bem nesse processo. Se um grupo prepara algo, terá seu espaço garantido. Mas também é adaptável a pautas espontâneas;
  • É possivel trabalhar com grupos grandes ou pequenos, de modo que não importa quantas pessoas comparecerem;
  • Contribui para o trabalho de tradução, uma vez que os grupos diminuem.

Mais informações: http://www.openspaceworld.org/cgi/wiki.cgi

Sobre Bruno Franques

Bruno Franques é sociólogo, bacharel em Ciências Sociais pela USP. Mestrando em Educação, Comunidade e Movimentos Sociais na UFSCar Sorocaba. Cursou também Comunicação Social e Educomunicação. Colaborador do Instituto Physis (institutophysis.wordpress.com), é membro da Rede de Facilitadores de Fóruns Locais (forunslocais.net); do Grupo de Facilitadores do Fórum dos Povos (forumdospovos.net); do Fórum Social São Paulo (forumsocialsp.org.br); do Fórum Social Sorocaba (forumsocialsorocaba.org.br); do Coletivo Coolmeia SP (coolmeia.org); do Grupo de Articulação Regional da Feira de Orgânicos de Sorocaba (garfos.org.br), do Núcleo de Educação Infantil Jardim do Livre Sonhar (livresonhar.org.br), do programa de televisão Diálogos Comunitários (dcufscar.wordpress.com), da Campanha Nacional Contra os Agrotóxicos e pela Vida (contraosagrotoxicos.org) e da Coalizão por um Brasil Livre de Usinas Nucleares (brasilcontrausinanuclear.com.br). Pesquisador vinculado ao Grupo de Pesquisa em Educação, Comunidade e Movimentos Sociais, da UFSCar Sorocaba (comov.wordpress.com) e ao Grupo de Pesquisa em Comunicação e Movimentos Sociais (GPCOMS). Articulador regional da Rede SANS – Rede de Defesa e Promoção da Alimentação Saudável, Adequada e Solidária (redesans.com.br).
Esta entrada foi publicada em Facilitação. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>